Fique por dentro das últimas NOTÍCIAS

Uno + Interativa – uma parceria transformadora.

A parceria do Colégio Interativa com a Uno Educação é o que se pode chamar de uma verdadeira parceria de sucesso. O Colégio visa uma educação transformadora, atualizada, digital e bilíngue e o programa de educação da Uno vem ao encontro dessa realidade, potencializando o que as propostas educacionais da escola pensam como um modelo de “escola para o futuro”.
Recentemente, o Colégio Interativa recebeu a visita de dois representantes da Uno Educação: Carlos Eduardo Madona, consultor de relacionamentos no Paraná e em Santa Catarina, e Mariana Zafalon, produtora de vídeos e membro do núcleo de comunicação da empresa. Mas, qual foi o motivo real dessa visita à escola? O que eles pensam sobre o Colégio Interativa em sua plenitude, desde a estrutura física ao processo educacional? Qual o papel do aluno na escola e na comunidade em meio a tantos recursos tecnológicos?
Essas e outras perguntas foram debatidas com a equipe de reportagem do Colégio Interativa, juntamente com a diretora pedagógica, Alessandra Rossetto, em um bate-papo descontraído e cheio de novas ideias para ambas as instituições.

Colégio Interativa: Qual o motivo da visita de vocês ao Colégio Interativa?

– Mariana: Surgiu uma necessidade de colocar a fala dos alunos na campanha comercial que vai ser apresentada para escolas que ainda não fazem parte da Uno. A Bia Elias, diretora de projeto da Uno, ouviu um depoimento da Jane Orsi (uma das mantenedoras do Colégio Interativa) sobre uma aluna do Ensino Médio falando que com o UNO Fi ela está escrevendo muito mais do que com os módulos em papel. Então a Bia decidiu que eu viesse até aqui e pegasse depoimentos do Ensino Fundamental I, Fundamental II e dessa aluna do Ensino Médio, a Amanda Kakuno, para fazerem parte da nossa campanha comercial.
– Carlos Eduardo Madona: Eu sou consultor de relacionamentos, então eu faço essas visitas às escolas. Para mim, vir aqui foi fantástico, porque a fala dos alunos foi muito enriquecedora. Principalmente o pessoal do 9º ano, que me impressionou pela desenvoltura e pelo que eles acham do projeto, então, para o meu uso comercial, somou muito.

Colégio Interativa: Vocês costumam visitar muitas escolas no Paraná e em Santa Catarina. Na opinião de vocês, a regionalidade interfere na maneira com a qual o conteúdo do Uno é transmitido? E como o Colégio Interativa atua nesse processo?

– Carlo Eduardo: O projeto tem várias ferramentas, várias propostas que circulam o aluno no centro de tudo. E cada escola utiliza um pouco mais ou um pouco menos de cada prática. Tem escola que eleva a parte do bilinguismo, às vezes, a parte das avaliações. Então, realmente, as escolas não têm uma mesma prática e essa é a proposta do projeto, que traz soluções para potencializar a proposta pedagógica do colégio de forma que este vai utilizando e vai evoluindo com o tempo, com essas propostas e com essas ferramentas que são fornecidas.
A prática que o Interativa tem com o projeto está bem elevada, pois o que vocês pensam como proposta pedagógica casa muito com o que o projeto tem como ideal. Então, o Interativa ousando, participando já de linguagens e códigos como o Fi neste ano, tendo uma percepção dos alunos e levando isso para o “Café com os Diretores”, mostra em qual patamar nós estamos. E isso é infinito! A intenção é a de que a escola vá além do projeto e o Interativa, por exemplo, já vai além sozinha e com outros parceiros também.
Mariana: Uma coisa que me chamou muita atenção nos alunos é a consciência que eles têm no processo de aprendizagem. Eles falam sobre modelos pedagógicos no 9º ano, termos como “ensino hibrido”, por exemplo. Eles são muito seguros quando você pergunta para eles como eles gostam de estudar. Não tem aquele “gaguejo” nas respostas, eles sabem o que eles estão fazendo.
– Carlos Eduardo: Completando o que a Mariana disse, isso é resultado puro! Quando a gente coloca o aluno para explicar o que ele entende como projeto ele vai e dá um show! Eu estou levando para mim algumas coisas que uma aluna do 9º ano falou e isso é resultado prático.

Colégio Interativa: Um colégio tradicional é capaz de aderir à proposta do Uno?
– Carlos Eduardo: Sim, mas é o próprio colégio que imprime a velocidade e a intensidade de cada ferramenta no tempo dele, e o Interativa já trabalha com várias delas. Aqui, por exemplo, o bilinguismo funciona bem, a parte de avaliações também e assim sucessivamente.
– Mariana: As escolas acabam adaptando o Uno para a realidade, não somente da própria escola, como também dos próprios alunos e dos próprios pais, que fazem parte daquela comunidade. Dá para perceber que o Interativa consegue colocar o projeto em todos os níveis, usar a tecnologia dentro da escola sem grandes impedimentos. Algumas escolas têm um problema com a conexão de internet, outras escolas resolvem que não vão aderir à proposta da Uno porque vão ter o problema com a conexão, mas pelo que eu vi, é bem interessante o que vocês fazem aqui.
– Alessandra Rossetto: Na escola usamos a versão off-line do Uno Fi e em casa os alunos têm a opção on-line, exatamente para que essa questão com a conexão não seja um empecilho para a utilização do material. Mas hoje em dia nós temos uma internet que funciona muito bem, com um técnico de informática que está sempre pronto para atender e solucionar eventuais problemas. O uso do Fi na forma off-line deixa os alunos mais confortáveis para que os alunos já tenham no iPad o material disponível sem que ele precise fazer o download e não perca tempo durante a aula. Nós tínhamos uma aluna que mudou de endereço e no local onde ela estava ainda não tinha sido instalada a internet e então foi oferecido o espaço da escola para ela vir e utilizar à vontade, ou seja, a ausência da internet em casa também não foi um empecilho. Nós sempre deixamos os alunos cientes de que, se caso ele não tiver um dispositivo móvel ou se não tiver um computador para acessar em casa, ele sabe que pode passar à tarde aqui e que a escola oferece os recursos necessários.
– Mariana: Achamos isso muito importante: as escolas disporem de espaço para o aluno estudar, pois, com o uso de um material digital, vêm alguns questionamentos como: “mas e se meu aluno não tiver computador ou se não tiver acesso à internet?” Dessa forma, o aluno pode ficar à tarde na escola, na biblioteca, num espaço de leitura, usando esse equipamento da escola para conseguir fazer a lição dele.

Colégio Interativa: Qual foi o espaço que mais chamou atenção de vocês ao chegarem no Colégio Interativa?
– Mariana: Eu gostei muito de dois ambientes que foi onde eu gravei os vídeos: a sala de robótica (Exploratório) com suas mesas, e também gostei do laboratório de ciências. É um espaço muito legal. Eu achei um toque especial esses adesivos que vocês colocam com frases que são espalhados pela escolha, como, por exemplo, os nomes de personalidades importantes nas portas das salas de aula. E sabe uma coisa que eu gostei muito? Dessas obras dos alunos que vocês têm pela escola inteira. Achei isso super legal, pois é de suma importância mostrar a produção dos alunos nas paredes da escola, o quanto que isso acrescenta no desenvolvimento do aluno e vocês têm isso na escola inteira.
– Carlos Eduardo: Hoje me chamou a atenção a linha do tempo (Time Line). A Alessandra me explicou e já começou a contar algumas histórias que estavam descritas ali. Eu acho isso importantíssimo, pois é como uma “sala de troféus” que vem contando realmente cada degrau que o Colégio foi avançando e mostra cada conquista. E o mais legal disso tudo, é que está no muro, no pátio. Isso me chamou atenção. Pude parar por meia hora e conhecer um pouco a história da escola.

 

Agenda

  • 15 Dezembro

    Encerramento do 3º Trimestre – Término do Ano Letivo

    Leia Mais >
Veja todos os eventos >

Quer marcar uma visita conosco?

Preencha o formulário e entraremos em contato para agendarmos sua visita